//Vídeos

Espumas ao Vento, por Elza Soares

Da trilha sonora de Lisbela e o Prisioneiro, música de Accioly Neto ganha versão a cappella

Composta por Accioly Neto (1950-2000), pernambucano de Goiana, e apresentada ao público pela primeira vez em 1997 pelo sanfoneiro Flávio José, a canção Espumas ao Vento já ganhou vida nas vozes de Fagner (também em 1997), Amelinha, Trio Sabiá, Renata Arruda, Trio Forrozão, Elba Ramalho e na do próprio autor (no póstumo Meu Forró, 2000). No entanto, foi com a carioca Elza Soares que a música chegou ao cinema, ao integrar a trilha sonora do longa-metragem Lisbela e o Prisioneiro (2003).

Nove anos depois da gravação para a comédia romântica de Guel Arraes, a cantora emocionou  a plateia do Auditório Ibirapuera, em SP, nos dias 14 e 15 de janeiro deste ano, ao interpretar Espumas ao Vento a cappella. Assista ao vídeo gravado pelo Coletivo Garapa.

//tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. “Eu queria ser Jamelão”

    Áurea Martins conta sua história para a seção +70

  2. “Benditos sejam os malditos! Gravou?”

    Jards Macalé conta sua história para a seção +70

  3. Zé Menezes: “Tocador de violão não tinha valor nenhum”

    Músico cearense relembra a Rádio Nacional, as orquestras e Garoto

  4. “Elvis tinha uma voz quadrada. Mas tinha ritmo”

    Cauby Peixoto revê sua carreira, suas influências e alguns de seus sucessos

  5. Daniella Gramani + Fabricio Conde + Muepetmo

    Voz, viola e eletrônica em busca de um caminho comum

  6. Cadê o Ovo, por Mujangué

    Quinteto formado pelo Rumos Coletivo canta "Cadê o ovo, mamãe, que a galinha botou?!"

  7. Ricardo Herz e Samuca do Acordeon

    Duo de violino e acordeom interpreta a autoral "Novos Rumos"

  8. Improvisação, por Trio Darisbo, Siqueira e Loop B

    Sucata, piano, guitarra e flauta são os suportes para a criatividade deste trio surgido no Rumos Coletivo

  9. Petit Bal Perdu, por Vocoralia Quarteto

    Grupo criado a partir do Rumos Coletivo interpreta composição de Bourvil

    1. “Benditos sejam os malditos! Gravou?”

      Jards Macalé conta sua história para a seção +70

    2. “Eu queria ser Jamelão”

      Áurea Martins conta sua história para a seção +70

    3. Samba de Coco Raízes de Arcoverde

      Grupo pernambucano criado em 1992 reúne três famílias que dançam e cantam o coco

    4. Mestres da Guitarrada: lambada e carimbó

      Grupo resgata 30 anos da formação instrumental paraense, pelas mãos de Mestre Vieira, Aldo Sena e Mestre Curica

    5. Blackbird, por Carlos Amaral e Renato Savassi

      Um dos clássicos de Lennon & McCartney em versão voz-viola-flauta

    6. “Sim, Senhor”, por Carlos Amaral e Renato Savassi

      Um dos grupos formados pelo Rumos Coletivo, de 2012

    7. Serena, Serena, por Chico Correa & Eletronic Band

      Músico paraibano funde ritmos nordestinos tradicionais, como o coco, com música eletrônica

    8. “Futebol no Inferno”, por Cadê Dona Maria?

      Cordel do poeta-repórter José Soares ganha releitura do grupo do rabequeiro Di Freitas

    9. Zé Menezes: “Tocador de violão não tinha valor nenhum”

      Músico cearense relembra a Rádio Nacional, as orquestras e Garoto