//Séries//+70

“Quando morrer, daqui a cem anos, quero voltar músico!”

Aos 91 anos, Zé Menezes relembra Garoto, Radamés e Os Velhinhos Transviados

texto Redação

Garoto (terceiro da esq. p/ dir.), Zé Menezes (segurando o violão) e Radamés Gnattali (de branco). E ainda a capa de um dos 13 discos do grupo Os Velhinhos Transviados. Fotos: reprodução

Cearense de Jardim, onde nasceu em 1921, o compositor, arranjador e multi-instrumentista Zé Menezes fala do início de sua carreira, do sucesso nos anos 1950, de seus trabalhos em grupo, como Os Velhinhos Transviados, e dos arranjos para TV, como a vinheta do programa Os Trapalhões. Conta também sobre a grande importância da Rádio Nacional (RJ), onde pôde escrever, experimentar e conviver com mestres da música brasileira, como Garoto (1910-1955) e Radamés Gnattali (1906-1988). A composição “Nova Ilusão”, parceria com Luis Bittencourt, é sua primeira obra registrada em disco, em 1951 pelo conjunto vocal Os Cariocas.

Para a seção +70, Zé Menezes recebe a equipe do Álbum em um dos salões do Auditório Ibirapuera (SP) enquanto comemora a conclusão do projeto Zé Menezes Autoral, que registrou suas criações em três CDs. E conclui: “Ninguém sabe demais. A gente sempre sabe de menos…”.

 

Em tempo: Zé Menezes morreu no início da noite de 31 de julho de 2014, em Teresópolis, RJ. O violonista tinha 92 anos de idade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. “Nós fomos a resistência do choro”

    A trajetória de uma das figuras centrais do choro paulistano: Izaías do Bandolim

  2. Caixa Cubo lança seu primeiro álbum

    Música instrumental do baterista João Fideles e do pianista Henrique Gomide chega à França

  3. Ôctôctô do outro lado do Atlântico

    Saxofonista Luís Málaga comenta a experiência do grupo na Europa

  4. Beatles de lata e PVC

    Grupo Uakti interpreta clássicos do quarteto de Liverpool

  5. “Tem gente que diz assim: não é só tu que tá tocando”

    Sebastião Tapajós conta sua trajetória à Série +70 e relata impressões sobre seu disco Guitarra Criolla, de 1982

  6. João Parahyba: o tradicional e o moderno

    Registros das missões de Mário de Andrade estão entre as indicações do músico paulista

  7. Em SP, Néctar do Groove antecipa seu segundo CD

    Banda apresentou seu jazz nordestino no Instrumental Sesc Brasil

  8. “Villa-Lobos é o pai da música brasileira contemporânea!”

    Mario Adnet comenta seu novo álbum, dedicado à obra do autor de "Trenzinho do Caipira"

  9. Imperfeições à Guinga

    Compositor carioca comenta seu primeiro álbum gravado somente com voz e violão

  10. O Tio Sam está querendo conhecer a nossa batucada

    Norte-americano que trocou a guitarra pelo pandeiro, Scott Feiner fala ao Álbum

  11. “Música Eletrônica”, de Jorge Antunes, será relançado

    Disco de Jorge Antunes lançado em 1975 será relançado pelo selo Guerssen Records

  12. Gustavo Telles: uma pata em cada canoa

    Autobiografia de Tremendão está sobre o criado-mudo do baterista da Pata de Elefante

  13. “A gente pode fazer muita coisa pelo mundo afora”

    Guinga e Esperanza Spalding falam do 1º show conjunto

  14. “Ser compositor de música erudita no Brasil é muito difícil”

    Criar a partir da união do folclore com a música clássica é a missão do maestro Yves Rudner Schmidt

  15. Nascimento parcelado

    Mês a mês, o violeiro Hugo Linns apresenta duas músicas de seu terceiro álbum

  16. Vitor Araújo: “Eu me desespero com o (disco) independente”

    Ouça o segundo álbum do pianista pernambucano

  17. Site traz histórias de bandas de Pernambuco

    Site Orquestras de Pernambuco – Quatro Olhares sobre Bandas Históricas apresenta grupos populares do estado e sua trajetória

  18. “A improvisação está mais para o circo do que para a música”

    Júnior Areia, baixista da Mundo Livre S/A, fala sobre seu disco solo Para Perdedores

  19. Suingues minimalistas

    Vitor Santana, João Pires e Marcos Suzano apresentam em São Paulo as suas conexões com o Brasil, Cabo Verde e Portugal

  20. O primeiro voo autoral de Badi Assad

    Cantora e violonista fala de seu álbum Amor e Outras Manias Crônicas

    1. Zé Menezes: “Tocador de violão não tinha valor nenhum”

      Músico cearense relembra a Rádio Nacional, as orquestras e Garoto

    2. Mistura e Manda, por Banda Pequi

      Choro que batiza disco de 1983 de Paulo Moura ganha versão de big band pelo grupo goiano

    3. Vovô Manuel, por Banda Mantiqueira

      Música foi lançada originalmente no CD Terra Amantiquira, de 2006

    4. “Sempre quis desafiar os dogmas consolidados pelo tropicalismo!”

      Criado pelo baixista Munha, grupo de música instrumental mescla influências de Mahler, bossa nova e rock

    5. Ricardo Herz e Samuca do Acordeon

      Duo de violino e acordeom interpreta a autoral "Novos Rumos"

    6. “Elvis tinha uma voz quadrada. Mas tinha ritmo”

      Cauby Peixoto revê sua carreira, suas influências e alguns de seus sucessos

      1. A música de Paulinho da Viola pela Escola do Auditório Ibirapuera

        Cinco formações da Escola interpretaram músicas do sambista e de outros artistas brasileiros

      2. Especial Kuarup Disco (Parte 2)

        Segunda parte do especial sobre a gravadora carioca focaliza a música instrumental. Com Dino 7 Cordas e Raphael Rabello, Carlos Poyares e Paulo Moura

      3. Série Instrumento: Violão

        Seleção lista interpretações de Dilermando Reis, Rosinha de Valença, Vera Brasil, Geraldo Vespar e Sebastião Tapajós

      4. Série Instrumento: Baixo

        Playlist reúne os titulares do ritmo Luizão Maia, Luiz Chaves, Liminha, Jamil Joanes e Arthur Maia

      5. Série Instrumento: Bateria

        Com os craques do ritmo João Barone, Milton Banana, Edison Machado, Zé Eduardo Nazário, Nenê e Chico Batera

      6. “O diferencial do Paulinho Nogueira eram os acordes”

        Ele começou sua carreira como desenhista de publicidade e, anos depois, assumiu o violão profissionalmente. Juju Nogueira recorda a trajetória do pai

      7. Especial Jacob do Bandolim

        A carreira de um dos instrumentistas mais originais surgidos no Brasil. Por Carlos Careqa

      8. Sons que fizeram o som do Duofel

        Genesis, Los Indios Tabajaras, Pink Floyd e Baden Powell estão na lista de Luiz Bueno e Fernando Mello

      9. Hector Costita homenageia Astor Piazzolla

        Em show no Auditório Ibirapuera, músico argentino revê carreira e homenageia o renovador do tango

      10. Sem bandleader

        O rock instrumental brasileiro, de Os Incríveis a Pata de Elefante e Macaco Bong

      11. Hermeto Pascoal no Auditório Ibirapuera

        Hermeto Pascoal e Grupo realizaram apresentação recheada de improvisações