//Séries//+70

Do tropicalismo à sala de aula

Ex-Os Brazões, Maestro Branco conta sua trajetória como trompetista e professor de música

texto Itamar Dantas

Maestro Branco fala de sua longa trajetória como instrumentista e professor de música. Foto: divulgação

José Roberto Branco é conhecido pelos corredores da Escola do Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer sob a alcunha de sua profissão: Maestro Branco. Trompetista, já foi arranjador e músico de Wilson Simonal e integrou Os Brazões, banda psicodélica que acompanhava Gal Costa na década de 1960. Nos anos 1980, uniu-se à big band Savana, que ainda realiza um trabalho de fusão entre música de origem popular, erudita e de raiz africana.

Em entrevista à Série +70, o músico conta um pouco de sua história, do ensino de música para as novas gerações e do momento em que decidiu largar o cavaquinho e se dedicar ao trompete: foi depois de uma sessão de cinema em que Louis Armstrong se apresentava. Na volta para casa, ao ouvir uma banda tocar, ficou paralisado com o som do trompete: “Nunca tinha ouvido um som tão lindo como aquele… Que coisa! Um momento muda toda a vida da gente!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Ecos de Macalé

    A trajetória de Jards Macalé contada pela repercussão de seu trabalho em jornais, revistas e pela internet

  2. “A música brasileira rivaliza com os maiores poetas”

    Em entrevista à Série +70, Jorge Mautner fala de militância, literatura e música

  3. “Eu sempre fui um buscador”

    Em entrevista à Série +70, Walter Franco fala da vida e de sua criação artística

  4. Laya lança primeiro álbum solo

    Cantora também no grupo O Jardim das Horas, ela apresenta um disco de essência tropicalista, nordestina e feminina

  5. Garotas Suecas regrava clássico da tropicália

    Banda indie liberou na internet sua versão para “Bat Macumba”; single será lançado em vinil

  6. Psicodelia à brasileira

    Livro Lindo Sonho Delirante, do jornalista Bento Araújo, analisa 100 discos psicodélicos nacionais

  7. Três notas de Lurdez da Luz

    Entre as indicações da MC paulistana está o documentário Tropicália, sobre o movimento musical do fim dos anos 1960

  8. Música clássica para todos

    “Temos que mostrar para as novas gerações que é possível escutar sem cair no tédio”, diz o clarinetista belga

  9. Meu tempo é hoje

    Entre as dicas de Lucas Santtana está o pianista britânico James Blake, uma das sensações da música contemporânea

  10. Em busca do groove

    Jovens pesquisadores musicais dividem suas experiências na caça de raridades

  11. Jiló Lóki

    Conheça o jiló com queijo de Dona Nelsinha, um dos pratos preferidos do ex-Mutante Arnaldo Baptista

  12. “A técnica de cantar se aprende com o tempo”

    Mestre Galo Preto relembra sua trajetória e comenta o trabalho "Mestre Galo Preto – Histórias que Andei”

  13. A geografia de Pedro Osmar

    Um abraço na Índia, um concerto em Bangladesh e canções para um amor em SP

  14. “Isto é o que eleva o país: a cultura”

    Raul de Souza relembra sua trajetória e fala da importância da valorização da cultura no país

  15. Sociedade e poesia

    Documentário sobre a vida de Waly Salomão (dir.) é uma das dicas de Leo Cavalcanti

  16. Na esteira do tropicalismo

    Músico lança primeiro disco dando continuidade à estética criada pelos tropicalistas

    1. “Sempre quis desafiar os dogmas consolidados pelo tropicalismo!”

      Criado pelo baixista Munha, grupo de música instrumental mescla influências de Mahler, bossa nova e rock

    2. Régis Duprat: “Rogério se transformou em uma bandeira”

      Apresentação dos programas de rádio da série Estéreo Saci dedicados ao maestro Rogério Duprat

    3. “Eu queria ser Jamelão”

      Áurea Martins conta sua história para a seção +70

      1. Tem que correr, tem que suar

        O espírito olímpico nas vozes de Elis Regina, Jorge Ben, Alceu Valença, Dicró e Genival Lacerda

      2. Manoel Barenbein: “Gravei a 1ª música do Chico”

        Produtor do álbum inaugural do tropicalismo revê sua carreira, pontuando-a com músicas marcantes

      3. Especial Rogério Duprat

        A história do maestro tropicalista que reinventou a estética da música popular nos anos 1960 e 1970

      4. Carmen Miranda

        Três episódios refazem o percurso da cantora brasileira de maior renome internacional. Por Arícia Mess

      5. Versões, sample e inspirações do Ben

        A música de Jorge Ben cantada por Dominguinhos, Skank, Les Etoiles, Racionais MCs e Emilio Santiago

      6. Gil, o herege (versões originais)

        As inspirações do tropicalista Gilberto Gil: Dorival Caymmi, Jimi Hendrix, Luiz Gonzaga e Steve Winwood

      7. A música de Paulinho da Viola pela Escola do Auditório Ibirapuera

        Cinco formações da Escola interpretaram músicas do sambista e de outros artistas brasileiros

      8. Marco Mattoli: “Não é rock, não é pagode. É samba rock!”

        Cantor e compositor refaz a trajetória do Clube do Balanço, grupo pioneiro da retomada do samba rock em São Paulo