//Séries//+70

Do tropicalismo à sala de aula

Ex-Os Brazões, Maestro Branco conta sua trajetória como trompetista e professor de música

texto Itamar Dantas

Maestro Branco fala de sua longa trajetória como instrumentista e professor de música. Foto: divulgação

José Roberto Branco é conhecido pelos corredores da Escola do Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer sob a alcunha de sua profissão: Maestro Branco. Trompetista, já foi arranjador e músico de Wilson Simonal e integrou Os Brazões, banda psicodélica que acompanhava Gal Costa na década de 1960. Nos anos 1980, uniu-se à big band Savana, que ainda realiza um trabalho de fusão entre música de origem popular, erudita e de raiz africana.

Em entrevista à Série +70, o músico conta um pouco de sua história, do ensino de música para as novas gerações e do momento em que decidiu largar o cavaquinho e se dedicar ao trompete: foi depois de uma sessão de cinema em que Louis Armstrong se apresentava. Na volta para casa, ao ouvir uma banda tocar, ficou paralisado com o som do trompete: “Nunca tinha ouvido um som tão lindo como aquele… Que coisa! Um momento muda toda a vida da gente!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Música clássica para todos

    “Temos que mostrar para as novas gerações que é possível escutar sem cair no tédio”, diz o clarinetista belga

  2. Meu tempo é hoje

    Entre as dicas de Lucas Santtana está o pianista britânico James Blake, uma das sensações da música contemporânea

  3. Em busca do groove

    Jovens pesquisadores musicais dividem suas experiências na caça de raridades

  4. Jiló Lóki

    Conheça o jiló com queijo de Dona Nelsinha, um dos pratos preferidos do ex-Mutante Arnaldo Baptista

  5. “A técnica de cantar se aprende com o tempo”

    Mestre Galo Preto relembra sua trajetória e comenta o trabalho "Mestre Galo Preto – Histórias que Andei”

  6. A geografia de Pedro Osmar

    Um abraço na Índia, um concerto em Bangladesh e canções para um amor em SP

  7. “Isto é o que eleva o país: a cultura”

    Raul de Souza relembra sua trajetória e fala da importância da valorização da cultura no país

  8. Sociedade e poesia

    Documentário sobre a vida de Waly Salomão (dir.) é uma das dicas de Leo Cavalcanti

  9. Na esteira do tropicalismo

    Músico lança primeiro disco dando continuidade à estética criada pelos tropicalistas

  10. Ecos de Macalé

    A trajetória de Jards Macalé contada pela repercussão de seu trabalho em jornais, revistas e pela internet

  11. “A música brasileira rivaliza com os maiores poetas”

    Em entrevista à Série +70, Jorge Mautner fala de militância, literatura e música

  12. “Eu sempre fui um buscador”

    Em entrevista à Série +70, Walter Franco fala da vida e de sua criação artística

  13. Laya lança primeiro álbum solo

    Cantora também no grupo O Jardim das Horas, ela apresenta um disco de essência tropicalista, nordestina e feminina

  14. Garotas Suecas regrava clássico da tropicália

    Banda indie liberou na internet sua versão para “Bat Macumba”; single será lançado em vinil

  15. Psicodelia à brasileira

    Livro Lindo Sonho Delirante, do jornalista Bento Araújo, analisa 100 discos psicodélicos nacionais

  16. Três notas de Lurdez da Luz

    Entre as indicações da MC paulistana está o documentário Tropicália, sobre o movimento musical do fim dos anos 1960

    1. “Eu queria ser Jamelão”

      Áurea Martins conta sua história para a seção +70

    2. “Sempre quis desafiar os dogmas consolidados pelo tropicalismo!”

      Criado pelo baixista Munha, grupo de música instrumental mescla influências de Mahler, bossa nova e rock

    3. Régis Duprat: “Rogério se transformou em uma bandeira”

      Apresentação dos programas de rádio da série Estéreo Saci dedicados ao maestro Rogério Duprat

      1. Carmen Miranda

        Três episódios refazem o percurso da cantora brasileira de maior renome internacional. Por Arícia Mess

      2. Versões, sample e inspirações do Ben

        A música de Jorge Ben cantada por Dominguinhos, Skank, Les Etoiles, Racionais MCs e Emilio Santiago

      3. Gil, o herege (versões originais)

        As inspirações do tropicalista Gilberto Gil: Dorival Caymmi, Jimi Hendrix, Luiz Gonzaga e Steve Winwood

      4. A música de Paulinho da Viola pela Escola do Auditório Ibirapuera

        Cinco formações da Escola interpretaram músicas do sambista e de outros artistas brasileiros

      5. Marco Mattoli: “Não é rock, não é pagode. É samba rock!”

        Cantor e compositor refaz a trajetória do Clube do Balanço, grupo pioneiro da retomada do samba rock em São Paulo

      6. Tem que correr, tem que suar

        O espírito olímpico nas vozes de Elis Regina, Jorge Ben, Alceu Valença, Dicró e Genival Lacerda

      7. Manoel Barenbein: “Gravei a 1ª música do Chico”

        Produtor do álbum inaugural do tropicalismo revê sua carreira, pontuando-a com músicas marcantes

      8. Especial Rogério Duprat

        A história do maestro tropicalista que reinventou a estética da música popular nos anos 1960 e 1970