//Séries//+70

“A música brasileira rivaliza com os maiores poetas”

Em entrevista à Série +70, Jorge Mautner fala de militância, literatura e música

texto Itamar Dantas

Em entrevista à Série +70, Jorge Mautner fala de sua trajetória na música e na militância política. Foto: divulgação

Um pouco antes de subir ao palco do Auditório Ibirapuera no dia 9 de agosto de 2014, Jorge Mautner concedeu entrevista à Série +70.

Mautner nasceu no Rio de Janeiro em 17 de janeiro de 1941. Seu pai era militante antinazista. E foi com a babá que o músico frequentou os primeiros terreiros de candomblé, assimilando a cultura afro-brasileira desde a infância. Aos 15 anos de idade,  iniciou seu trabalho de militância e começou a escrever o primeiro livro, Deus da Chuva e da Morte, lançado em 1962. O padrasto, primeiro violinista do Teatro Municipal de São Paulo, foi o responsável pelas primeiras aulas de violino.

No início de carreira, o músico teve contato com uma das diretrizes de sua ideologia e de seu trabalho, a amálgama, conceito criado por José Bonifácio de Andrade e Silva em 1823, que prega que o país é o berço da multidiversidade e do multiculturalismo. Na entrevista, Jorge Mautner também falou de sua trajetória como músico, de seu encontro com os tropicalistas Gilberto Gil e Caetano Veloso em Londres e de sua passagem pelos palcos do Teatro Lira Paulistana, em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Psicodelia à brasileira

    Livro Lindo Sonho Delirante, do jornalista Bento Araújo, analisa 100 discos psicodélicos nacionais

  2. Garotas Suecas regrava clássico da tropicália

    Banda indie liberou na internet sua versão para “Bat Macumba”; single será lançado em vinil

  3. Meu tempo é hoje

    Entre as dicas de Lucas Santtana está o pianista britânico James Blake, uma das sensações da música contemporânea

  4. Na esteira do tropicalismo

    Músico lança primeiro disco dando continuidade à estética criada pelos tropicalistas

  5. Ecos de Macalé

    A trajetória de Jards Macalé contada pela repercussão de seu trabalho em jornais, revistas e pela internet

  6. “Sinto minha história parecida com a do Cem Anos de Solidão”

    Clássico do colombiano Gabriel Gárcia Márquez é uma das sugestões de Jerry Espíndola

  7. Três notas de Lurdez da Luz

    Entre as indicações da MC paulistana está o documentário Tropicália, sobre o movimento musical do fim dos anos 1960

  8. Céu e Marcelo Camelo gravam versões para músicas de Caetano

    EP com a faixas “Eclipse Oculto” e “De Manhã' pode ser baixado no iTunes

  9. Alzira e Itamar, juntos de novo

    Em novo álbum, cantora retoma antigas parcerias com Itamar Assumpção

  10. Morre no RJ Nelson Jacobina

    O músico tinha 58 anos e estava internado desde domingo, 27, na UTI do hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, devido a um câncer

  11. De olho no funk e no axé

    Em seu segundo disco, Filarmônica de Pasárgada reinventa a canção a partir de ritmos populares

  12. Muito mais que um palco

    Um Delírio de Porão traz imagens e textos com história do Teatro Lira Paulistana

  13. Do tropicalismo à sala de aula

    Ex-Os Brazões, Maestro Branco conta sua trajetória como trompetista e professor de música

  14. Samba, vanguarda e estrelas

    Documentário sobre Arnaldo Baptista está na lista de Wandi Doratiotto

  15. 30 anos em quatro letras: NáZé

    Zé Miguel Wisnik e Ná Ozzetti lançam álbum que celebra parceria de três décadas

  16. “Eu sempre fui um buscador”

    Em entrevista à Série +70, Walter Franco fala da vida e de sua criação artística

  17. Morre o baixista Tuco Freire

    Músico era um dos mais ativos da cena paulistana desde os anos 1980

  18. Laya lança primeiro álbum solo

    Cantora também no grupo O Jardim das Horas, ela apresenta um disco de essência tropicalista, nordestina e feminina

  19. Documentário sobre Vanguarda Paulista é destaque no In-Edit

    Longa-metragem conta a história do local que nos anos 1980 deu espaço a nomes como Itamar Assumpção e Titãs

  20. “O Itamar abriu meu horizonte!”

    Jornalista de Hamburgo (ALE), Rainer Skibb mantém desde 1988 programa de rádio dedicado à música brasileira

    1. Porcas Borboletas

      Banda universitária surgida em Uberlândia reverencia a música popular brasileira de laboratório, de Hermeto Pascoal a Caetano Veloso, Arrigo Barnabé e Itamar Assumpção

    2. “Sempre quis desafiar os dogmas consolidados pelo tropicalismo!”

      Criado pelo baixista Munha, grupo de música instrumental mescla influências de Mahler, bossa nova e rock

    3. Régis Duprat: “Rogério se transformou em uma bandeira”

      Apresentação dos programas de rádio da série Estéreo Saci dedicados ao maestro Rogério Duprat

    4. “Santo Amaro ê ê”, por dona Edith do Prato e Vozes da Purificação

      Com cantoras septuagenárias, intérprete baiana apresenta samba de roda tradicional

    5. “Benditos sejam os malditos! Gravou?”

      Jards Macalé conta sua história para a seção +70

      1. Especial Rogério Duprat

        A história do maestro tropicalista que reinventou a estética da música popular nos anos 1960 e 1970

      2. Manoel Barenbein: “Gravei a 1ª música do Chico”

        Produtor do álbum inaugural do tropicalismo revê sua carreira, pontuando-a com músicas marcantes

      3. Gil, o herege (versões originais)

        As inspirações do tropicalista Gilberto Gil: Dorival Caymmi, Jimi Hendrix, Luiz Gonzaga e Steve Winwood

      4. Jards 70

        Todas as faces do transgressor Jards Macalé, do rock e da tropicália ao samba de breque

      5. Gero Camilo: “Aguardei a coragem para assumir meu lado musical”

        Ator fala de suas influências musicais, como a Tropicália e o Pessoal do Ceará, e apresenta seu CD Canções de Invento

      6. Gil, o herege

        Álbum seleciona versões de clássicos da música brasileira subvertidas por Gilberto Gil. Tudo para celebrar seus 70 anos de vida

      7. Versões, sample e inspirações do Ben

        A música de Jorge Ben cantada por Dominguinhos, Skank, Les Etoiles, Racionais MCs e Emilio Santiago

      8. Mês do Cachorro Louco

        Playlist reúne homenagens da música brasileira ao melhor amigo do homem

      9. Odair José, proibido e popular

        Seleção reúne 13 sucessos dos anos 1970, como 'Vou Tirar Você Desse Lugar' e 'Pare de Tomar a Pílula'

      10. De Caetano a Elomar

        Terceira edição do programa de Zuza tem jazz, choro e samba com muito bom humor

      11. Luiz Tatit: “O rap lembra o Rumo em seu estágio mais cru!”

        Professor e compositor comenta a trajetória e as heranças do conjunto que dissecou o canto falado

      12. Playlist apressada

        Uma seleção de músicas brasileiras de curta duração. Com Walter Franco, Grupo Rumo, Edith do Prato e Gonzaguinha

      13. Bocato: “Tenho um jeito meio esquisito de tocar!”

        Trombonista relembra o início da carreira, quando tocou com Elis Regina e Arrigo Barnabé, e comenta o álbum Hidrogênio

      14. Sons do Corpo

        Músicas compostas exclusivamente para espetáculos da companhia mineira de dança. Por Tom Zé, Wisnik, Caetano e João Bosco

      15. Sons que fizeram o som do Inocentes

        Clemente lista músicas fundamentais para se entender uma das bandas símbolo do punk brasileiro

      16. Disco Brasil

        O som das pistas dos anos 1970 e 1980: Rita Lee, Lady Zu, Ronaldo Resedá, Jerry Adriani, Marisa Monte e Dudu França

      17. Segundo Mergulho no Escuro no ar!

        A música vai de Charlie Brown Jr. ao grupo de música instrumental Saçurá

      18. Carmen Miranda

        Três episódios refazem o percurso da cantora brasileira de maior renome internacional. Por Arícia Mess

      19. Maysa, Pato Fu e Conversa Ribeira

        Sexto programa de Zuza Homem de Mello traz vanguarda paulista e Milton Nascimento revistos por novos nomes da MPB

      20. Os malditos também sambam

        Abre-alas que Macalé, Itamar, Walter Franco, Mautner, Sérgio Sampaio e Tom Zé querem passar