//seções//tô assobiando

“Jacob do Bandolim tinha a cara do Luperce Miranda”

Prova está no LP Choro no Céu, indicação de Alessandro Penezzi

texto Redação    |   fotos Divulgação

O violonista Alessandro Penezzi. Foto: divulgação

Natural de Piracicaba, no interior de São Paulo, Alessandro Penezzi estuda música desde os sete anos de idade. Multi-instrumentista, toca violão de sete cordas, violão tenor, cavaquinho, bandolim e flauta. Já se apresentou ao lado de Dominguinhos, Yamandu Costa, Zimbo Trio e Arismar do Espírito Santo, entre outros. Foi solista das orquestras Jazz Sinfônica de São Paulo e Filarmônica de São Bernardo do Campo.

Veja as dicas que ele mandou para o Álbum:

[ DISCO ] Choro no Céu – Vários artistas
“Foi o primeiro disco que tive e me influencia desde meus 12 anos. Vi sua propaganda na TV. A capa trazia em desenhos maravilhosos grandes nomes do choro como Pixinginha, Jacob, Waldir, Tia Amélia, Benedito Lacerda, e na contracapa havia uma pequena biografia de cada um deles. O engraçado é que a versão que minha mãe me deu era em fita K7, e não trazia os dados biográficos dos chorões… Passei algum tempo achando que Jacob do Bandolim tinha a cara do Luperce Miranda…”

[ FILME ] Sábado – Ugo Giorgetti
“Espetacular. Já vi várias vezes e veria mais se não fosse a dificuldade em encontrá-lo… Tenho uma cópia em VHS! Ugo Giorgetti retrata o caos urbano paulistano dentro do ambiente de um prédio tradicional em decadência. Interpretações magníficas de Décio Pignatari, Otávio Augusto, Tom Zé e tantos outros.”

[ FILME ] Marcelino Pão e Vinho – Ladislao Vajda
“Eis um exemplo de poesia pura e delicadeza. De vez em quando preciso ver filmes como esse para lavar a alma com lágrimas. Todo aquele sabor de família, de vó, mãe, domingo à tarde e amor estão presentes aqui… Filme antigo em branco e preto…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. “Foi assim que conheci Carmen Miranda e Cartola”

    Coleção de LPs foi fundamental para a cantora Izabel Padovani

  2. O violão solo de Alessandro Penezzi em disco

    Músico reconhecido pelo seu virtuosismo lança Dança das Cordas

  3. O ofício do verso em Roraima

    Eliakin Rufino, compositor e poeta, não se separa de Maiakóvski, Octavio Paz e Amazônia

  4. Barulhinhos insuportáveis

    Cérebro do grupo Satanique Samba Trio, Munha elege Adonias Filho e Pat Metheny

    1. Pata de Elefante

      Trio de rock instrumental acredita que conceito está acima do virtuosismo

    2. Os Cabinha

      Guitarra não tem cordas. Bateria é de lata. E os integrantes do grupo têm entre 9 e 13 anos

    3. Pata de Elefante convida Macaco Bong

      No mesmo palco, dois trios representantes do rock instrumental dos anos 2000

    4. Los Porongas

      Rock autoral acriano em três canções: Lego de Palavras, Suspeito de Si, e Tudo ao Contrário

    5. Cátia de França

      Cantora e compositora de João Pessoa (PB) tem discos inspirados em João Cabral e Manoel de Barros

    6. Siba e Roberto Corrêa

      Com músicas do CD Violas de Bronze, show do rabequeiro e violeiro abre a edição 2007-2009 do Rumos Mapeamento

    7. Porcas Borboletas

      Banda universitária surgida em Uberlândia reverencia a música popular brasileira de laboratório, de Hermeto Pascoal a Caetano Veloso, Arrigo Barnabé e Itamar Assumpção