//seções//tô assobiando

“Jacob do Bandolim tinha a cara do Luperce Miranda”

Prova está no LP Choro no Céu, indicação de Alessandro Penezzi

texto Redação    |   fotos Divulgação

O violonista Alessandro Penezzi. Foto: divulgação

Natural de Piracicaba, no interior de São Paulo, Alessandro Penezzi estuda música desde os sete anos de idade. Multi-instrumentista, toca violão de sete cordas, violão tenor, cavaquinho, bandolim e flauta. Já se apresentou ao lado de Dominguinhos, Yamandu Costa, Zimbo Trio e Arismar do Espírito Santo, entre outros. Foi solista das orquestras Jazz Sinfônica de São Paulo e Filarmônica de São Bernardo do Campo.

Veja as dicas que ele mandou para o Álbum:

[ DISCO ] Choro no Céu – Vários artistas
“Foi o primeiro disco que tive e me influencia desde meus 12 anos. Vi sua propaganda na TV. A capa trazia em desenhos maravilhosos grandes nomes do choro como Pixinginha, Jacob, Waldir, Tia Amélia, Benedito Lacerda, e na contracapa havia uma pequena biografia de cada um deles. O engraçado é que a versão que minha mãe me deu era em fita K7, e não trazia os dados biográficos dos chorões… Passei algum tempo achando que Jacob do Bandolim tinha a cara do Luperce Miranda…”

[ FILME ] Sábado – Ugo Giorgetti
“Espetacular. Já vi várias vezes e veria mais se não fosse a dificuldade em encontrá-lo… Tenho uma cópia em VHS! Ugo Giorgetti retrata o caos urbano paulistano dentro do ambiente de um prédio tradicional em decadência. Interpretações magníficas de Décio Pignatari, Otávio Augusto, Tom Zé e tantos outros.”

[ FILME ] Marcelino Pão e Vinho – Ladislao Vajda
“Eis um exemplo de poesia pura e delicadeza. De vez em quando preciso ver filmes como esse para lavar a alma com lágrimas. Todo aquele sabor de família, de vó, mãe, domingo à tarde e amor estão presentes aqui… Filme antigo em branco e preto…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. O ofício do verso em Roraima

    Eliakin Rufino, compositor e poeta, não se separa de Maiakóvski, Octavio Paz e Amazônia

  2. Barulhinhos insuportáveis

    Cérebro do grupo Satanique Samba Trio, Munha elege Adonias Filho e Pat Metheny

  3. “Foi assim que conheci Carmen Miranda e Cartola”

    Coleção de LPs foi fundamental para a cantora Izabel Padovani

  4. O violão solo de Alessandro Penezzi em disco

    Músico reconhecido pelo seu virtuosismo lança Dança das Cordas

    1. Pata de Elefante convida Macaco Bong

      No mesmo palco, dois trios representantes do rock instrumental dos anos 2000

    2. Cátia de França

      Cantora e compositora de João Pessoa (PB) tem discos inspirados em João Cabral e Manoel de Barros

    3. Los Porongas

      Rock autoral acriano em três canções: Lego de Palavras, Suspeito de Si, e Tudo ao Contrário

    4. Porcas Borboletas

      Banda universitária surgida em Uberlândia reverencia a música popular brasileira de laboratório, de Hermeto Pascoal a Caetano Veloso, Arrigo Barnabé e Itamar Assumpção

    5. Pata de Elefante

      Trio de rock instrumental acredita que conceito está acima do virtuosismo

    6. Os Cabinha

      Guitarra não tem cordas. Bateria é de lata. E os integrantes do grupo têm entre 9 e 13 anos

    7. Siba e Roberto Corrêa

      Com músicas do CD Violas de Bronze, show do rabequeiro e violeiro abre a edição 2007-2009 do Rumos Mapeamento