//seções//Pitéu

Rolinhos vietnamitas à Léa Freire

Filha da flautista e compositora, Tita dá a receita de um prato que faz a cabeça da mãe

Léa Freire, a filha Tita e os rolinhos vietnamitas, uma das preferências da mãe. Foto: acervo pessoal

Léa Freire é flautista e compositora paulistana com mais de 40 anos de trajetória musical. Atualmente, faz parte do Quinteto Vento em Madeira, ao lado de Teco Cardoso (sax e flauta), Tiago Costa (piano), Fernando Demarco (contrabaixo) e Edu Ribeiro (bateria).

Já a filha, Maria Rita Freire Machado, a Tita, é chef formada pela Universidade Anhembi Morumbi – com 23 cursos de gastronomia do Senac. É ela quem dá conta dos quitutes enquanto a mãe se apresenta na Casa do Núcleo com seu Quinteto Vento em Madeira. Logo depois de sair da faculdade, Tita foi convidada a montar o cardápio de um restaurante vegetariano. Para definir o cardápio fez um almoço para 20 pessoas, incluindo a família. “Nesse almoço, fiz rolinhos vietnamitas de entrada, nhoque de beterraba como prato principal e sorvete caseiro de banana e de Nutella de sobremesa. Os rolinhos foram o hit!”, conta Tita.

INGREDIENTES
Folhas de arroz em forma de círculo
1/2 saquinho de macarrão Vermicelli hidratado (deixar de molho em água fria)
1 cenoura grande picada em palitos (fininhos)
1 pepino japonês picado em palitos (fininhos)
2 mangas verdes picadas em palitos
1 saquinho de broto de feijão
1 saquinho de kani desfiado
Folhas de coentro fresco
Folhas de hortelã fresca
1 prato raso com água morna

MODO DE PREPARO
1. Pegue uma folha de arroz e com cuidado mergulhe no prato com água para hidratar por 5 segundos, até ela amolecer.
2. Estique com delicadeza sobre uma tábua.
3. Coloque uma folhinha de coentro e de hortelã, cada uma de um lado do círculo horizontalmente.
4. Escolha uma das folhinhas e coloque bem ao lado dela, mais para o centro, as tirinhas de cenoura, umas tirinhas de pepino, um palito de manga, umas tirinhas de kani, um punhadinho de broto de feijão e um punhadinho de Vermicelli. Todos dispostos verticalmente.
5. Pegue o lado escolhido da folha de arroz e envolva os ingredientes como se fosse cobrir todos, e com a própria folha ajeite para que fiquem todos bem juntinhos. Dê uma giradinha no sentido da outra folhinha.
6. Dobre a parte de cima e a parte de baixo para o centro, como um envelope. Depois role o resto da folha até ficar com um formato do rolinho primavera. As folhinhas devem aparecer através da folha de arroz como decoração.
7. Mergulhe em shoyu ou em qualquer molho de preferência e se delicie!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Os dois primeiros discos de 2013

    Na virada do ano, os músicos Kiko Dinucci e Thiago França publicam na rede seus novos trabalhos

  2. Fora da mira dos conservadores

    Heraldo do Monte lança álbum em que a viola é protagonista do choro

  3. “Nós fomos a resistência do choro”

    A trajetória de uma das figuras centrais do choro paulistano: Izaías do Bandolim

  4. A carne assada da vovó Neném

    Confira a receita da avó paterna de Vinicius de Moraes

  5. Seguindo os passos de Mangoré

    Com show e disco, Berta Rojas e Paquito D'Rivera homenageiam Agustín Barrios

  6. Ôctôctô do outro lado do Atlântico

    Saxofonista Luís Málaga comenta a experiência do grupo na Europa

  7. Edmundo Villani-Côrtes é homenageado em CD

    Obra é revisitada pela pianista Karin Fernandes; disco traz peça criada para o projeto

  8. “Tem gente que diz assim: não é só tu que tá tocando”

    Sebastião Tapajós conta sua trajetória à Série +70 e relata impressões sobre seu disco Guitarra Criolla, de 1982

  9. João Parahyba: o tradicional e o moderno

    Registros das missões de Mário de Andrade estão entre as indicações do músico paulista

  10. Em SP, Néctar do Groove antecipa seu segundo CD

    Banda apresentou seu jazz nordestino no Instrumental Sesc Brasil

  11. Risoto de alho-poró e açafrão à Chico Correa

    Raspas de laranja, Cointreau e vodca dão um toque especial ao prato predileto do guitarrista de João Pessoa (PB)

  12. Caixa Cubo lança seu primeiro álbum

    Música instrumental do baterista João Fideles e do pianista Henrique Gomide chega à França

  13. Imperfeições à Guinga

    Compositor carioca comenta seu primeiro álbum gravado somente com voz e violão

  14. Beatles de lata e PVC

    Grupo Uakti interpreta clássicos do quarteto de Liverpool

  15. “Música Eletrônica”, de Jorge Antunes, será relançado

    Disco de Jorge Antunes lançado em 1975 será relançado pelo selo Guerssen Records

  16. Gustavo Telles: uma pata em cada canoa

    Autobiografia de Tremendão está sobre o criado-mudo do baterista da Pata de Elefante

  17. “A gente pode fazer muita coisa pelo mundo afora”

    Guinga e Esperanza Spalding falam do 1º show conjunto

  18. Carne de panela à Miranda

    Como jurado do programa Astros, Carlos Eduardo Miranda jamais diria não à obra-prima de sua mãe

  19. “Villa-Lobos é o pai da música brasileira contemporânea!”

    Mario Adnet comenta seu novo álbum, dedicado à obra do autor de "Trenzinho do Caipira"

  20. Nascimento parcelado

    Mês a mês, o violeiro Hugo Linns apresenta duas músicas de seu terceiro álbum

    1. Mistura e Manda, por Banda Pequi

      Choro que batiza disco de 1983 de Paulo Moura ganha versão de big band pelo grupo goiano

    2. Vovô Manuel, por Banda Mantiqueira

      Música foi lançada originalmente no CD Terra Amantiquira, de 2006

    3. “Sempre quis desafiar os dogmas consolidados pelo tropicalismo!”

      Criado pelo baixista Munha, grupo de música instrumental mescla influências de Mahler, bossa nova e rock

    4. Ricardo Herz e Samuca do Acordeon

      Duo de violino e acordeom interpreta a autoral "Novos Rumos"

    5. Zé Menezes: “Tocador de violão não tinha valor nenhum”

      Músico cearense relembra a Rádio Nacional, as orquestras e Garoto

      1. A música de Paulinho da Viola pela Escola do Auditório Ibirapuera

        Cinco formações da Escola interpretaram músicas do sambista e de outros artistas brasileiros

      2. Especial Kuarup Disco (Parte 2)

        Segunda parte do especial sobre a gravadora carioca focaliza a música instrumental. Com Dino 7 Cordas e Raphael Rabello, Carlos Poyares e Paulo Moura

      3. Série Instrumento: Violão

        Seleção lista interpretações de Dilermando Reis, Rosinha de Valença, Vera Brasil, Geraldo Vespar e Sebastião Tapajós

      4. Série Instrumento: Baixo

        Playlist reúne os titulares do ritmo Luizão Maia, Luiz Chaves, Liminha, Jamil Joanes e Arthur Maia

      5. Série Instrumento: Bateria

        Com os craques do ritmo João Barone, Milton Banana, Edison Machado, Zé Eduardo Nazário, Nenê e Chico Batera

      6. “O diferencial do Paulinho Nogueira eram os acordes”

        Ele começou sua carreira como desenhista de publicidade e, anos depois, assumiu o violão profissionalmente. Juju Nogueira recorda a trajetória do pai

      7. Especial Jacob do Bandolim

        A carreira de um dos instrumentistas mais originais surgidos no Brasil. Por Carlos Careqa

      8. Sons que fizeram o som do Duofel

        Genesis, Los Indios Tabajaras, Pink Floyd e Baden Powell estão na lista de Luiz Bueno e Fernando Mello

      9. Hector Costita homenageia Astor Piazzolla

        Em show no Auditório Ibirapuera, músico argentino revê carreira e homenageia o renovador do tango

      10. Sem bandleader

        O rock instrumental brasileiro, de Os Incríveis a Pata de Elefante e Macaco Bong

      11. Hermeto Pascoal no Auditório Ibirapuera

        Hermeto Pascoal e Grupo realizaram apresentação recheada de improvisações