//seções//Pitéu

Canapés de codorna e caviar à Moacyr Luz

Parceiro de Aldir Blanc, músico dá sua receita de tira-gosto

Moacyr Luz tem música na cabeça, no corpo e na alma. De tudo que cria e interpreta o samba é o gênero mais presente. Nascido em 1958, o compositor tem dez discos lançados – o primeiro em 1988 – e diferentes parceiros, como Aldir Blanc, Paulo Cesar Pinheiro, Herminio Bello de Carvalho e Martinho da Vila. É autor de músicas como “Saudade da Guanabara” e “Vida da Minha Vida”. Já foi gravado por Beth Carvalho, Maria Bethânia, Zeca Pagodinho e Gilberto Gil.

Violonista e intérprete, Moacyr já publicou quatro livros, três deles dedicados ao botequim, suas particularidades e a baixa gastronomia dessas cozinhas. Há nove anos, em todas as segundas-feiras às 17h, encabeça o Samba do Trabalhador no Clube Renascença, no Rio de Janeiro, roda de samba com dois registros em CD e DVD.

Convidado pelo Álbum Itaú Cultural para compor o time da seção Pitéu, o músico carioca revelou uma de suas preferências na cozinha, um tira-gosto que deve ser apreciado ao som de “Você Sabe o que É Caviar?”, interpretado por Zeca Pagodinho.

Ovos de codorna e caviar. Foto: Moacyr Luz

 

INGREDIENTES

Manteiga
Farelo de camarão torrado
Ovo de codorna
Caviar
1/4 de pão preto
Cebola roxa picada
Aneto fresco

 

MODO DE PREPARO

1. Na receita original, eu preparava uma manteiga com farelo de camarão torrado, a base para a fritura do ovo de codorna.

2. Numa frigideira antiaderente, de preferência bem pequena, frite um ovo de codorna.

3. Quase pronto (gema ao ponto), acrescente um colher de café de caviar (o nosso caviar é capelin, mujol).

4. Sirva em um 1/4 de pão de forma preto, decorado com cebola roxa picada e/ou aneto fresco [erva aromática também conhecida por endro ou dill].

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Arroz com feijão e ovo à Sacramento

    Comemorando 30 anos de carreira, Marcos Sacramento apresenta sua especialidade na cozinha

  2. A carne assada da vovó Neném

    Confira a receita da avó paterna de Vinicius de Moraes

  3. Rolinhos vietnamitas à Léa Freire

    Filha da flautista e compositora, Tita dá a receita de um prato que faz a cabeça da mãe

  4. Risoto de alho-poró e açafrão à Chico Correa

    Raspas de laranja, Cointreau e vodca dão um toque especial ao prato predileto do guitarrista de João Pessoa (PB)

  5. Carne de panela à Miranda

    Como jurado do programa Astros, Carlos Eduardo Miranda jamais diria não à obra-prima de sua mãe

  6. Filé ao molho de maracujá à Mauro Rodrigues

    Filha entrega e detalha o ponto fraco do pai flautista

  7. Rabo de toro à Fabrício Nobre

    Prato da cozinha espanhola pelas mãos da irmã de um dos fundadores da Abrafin

  8. Suflê de queijo à Poppovic

    Integrante do Pitanga em Pé de Amora ensina como fazer um prato clássico de sua família

  9. Samba de mesa posta

    Em São Paulo e no Rio de Janeiro, as histórias que unem cozinha e o ritmo musical de origem africana

  10. Pavê de bolacha de maisena à Paulo Freire

    Ele já travou aventuras com sacis, mas só deixa a viola por um doce de bolachas feito pela mãe

  11. De volta, o samba quente de Noriel Vilela

    Disco de um dos vocalistas do grupo Os Cantores de Ébano, “Eis o Ôme”, é reeditado em vinil

  12. O funje com quiabo de Ellen Oléria

    Cantora ensina receita típica angolana

  13. A composição nua

    Em Rimanceiro, sétimo álbum solo de Sérgio Santos, músico celebra 20 anos de parcerias com Paulo César Pinheiro

      1. Mês do Cachorro Louco

        Playlist reúne homenagens da música brasileira ao melhor amigo do homem