//seções//tô assobiando

Bahia, samba e baião de dois

Dicas de Cacá Machado vão do samba real de Rodrigo Campos ao ficcional de Paulo Lins

texto Redação

Entre as dicas de Cacá Machado está o livro Desde que o Samba É Samba, de Paulo Lins. Fotos: divulgação

Cacá Machado é músico e historiador. Em 2013, lançou seu primeiro álbum, Eslavosamba, parceria com os amigos de origens eslavas: Arthur Nestrovski, Guilherme Wisnik, Vadim Nikitin, André Stolarski, Zé Miguel Wisnik e Eduardo Climachauska. Além da agenda de divulgação do disco – dia 28 de agosto toca no Solar de Botafogo, Rio de Janeiro –,  está em cartaz, com o compositor Rômulo Fróes, no show Canções de Oréstia. No palco, ambos interpretam músicas compostas pela dupla para a peça Oréstia, texto clássico de Ésquilo, adaptado por Alexandre Costa e Patrick Pessoa com direção de Malu Galli. Desarticulações é outro espetáculo que conta com sua trilha sonora. A peça é baseada em texto da argentina Sylvia Molloy e tem direção de Isabel Teixeira. No elenco, Regina Braga.

Para a seção Tô Assobiando, Cacá trouxe dicas de música, culinária e literatura.

[DISCO] Bahia Fantástica, de Rodrigo Campos
Bahia Fantástica é um marco da produção musical contemporânea, tanto pela sonoridade do disco quanto pela impressionante qualidade das composições. Rodrigo, além de grande instrumentista, é um compositor original e único, admiro profundamente sua obra. E admiro na mesma proporção a roda do Rodrigo: Romulo Fróes, Kiko Dinucci, Juçara Marçal, Thiago França e Marcelo Cabral. Criadores inquietos e comprometidos com a originalidade.

>> LEIA TAMBÉM NA ÍNTEGRA, ON-LINE – 25 álbuns de 2012 disponíveis para download ou audição on-line

[COMIDA] Baião de dois, canolli siciliano, ceviche e ostras
Adoro comer e cozinhar. Um roteiro clássico na minha amada São Paulo é almoçar “Baião de dois com jabá” no Rancho Nordestino, na Rua Manoel Dutra, e caminhar até a Treze de Maio para comer a sobremesa: o maravilhoso “Canolli siciliano” da Basilicata. Bixiga é o meu bairro. À noite, jantar um imbatível e autêntico ceviche no Rinconcito Peruano (na Rua Aurora), nova “descoberta” na cracolândia.

Recentemente viajei para Nova York e conheci o Oyster Bar, que fica na Grand Central Station. É um lugar excitante e delirante! Você se senta ao balcão, toma um vinho branco (do Oregon!) e fica vendo um monte de gente comendo, conversando e se divertindo. Daí você pede um cardápio somente de ostras e tem uma variedade de mais de 30 tipos. Ainda tem as vieiras e os caranguejos gigantes. Tudo fresco, recém saído do mar. Um dia vou morar no Oyster Bar!

[LIVRO] Desde que o Samba É Samba, de Paulo Lins
Desde que o Samba É Samba é o segundo e esperado romance de Paulo Lins, depois que ele surgiu no mundo literário com o originalíssimo Cidade de Deus. Neste, Paulo mostrou uma habilidade particular de criar e articular narrativas polifônicas entre personagens como Bené, Dadinho/Zé Pequeno e Buscapé. No novo romance, Paulo parece que sofisticou sua prosa e ganhou concisão narrativa tecendo, mais uma vez, uma trama polifônica em torno dos personagens reais e fictícios que “inventaram” o samba no bairro do Estácio, no Rio de de Janeiro de 1930: Ismael Silva, Brancura e tantos outros. História e ficção são o verso e reverso da mesma moeda. Salve Paulo Lins!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. As vozes de Péricles

    Arrigo, Luisa Maita, Lurdez da Luz, Jeneci e outros cantam em novo álbum de Péricles Cavalcanti

  2. O que pode fazer um coração machucado

    O que é específico do samba quando o assunto é amor? Com Cartola, Noel Rosa e Lupicínio

  3. “A Mulher do Fim do Mundo é a que vai permanecer”

    Uma das cantoras mais contundentes da atualidade, Elza Soares relembra capítulos importantes de sua carreira

  4. A Bahia metafórica de Rodrigo Campos

    Cantor e compositor paulista fala sobre seu segundo álbum, Bahia Fantástica

  5. Thiago França e a malandragem paulistana

    Novo álbum do saxofonista homenageia conto de João Antônio: Malagueta Perus e Bacanaço

  6. As indicações de Renata Rosa

    A cantora, compositora e rabequeira dá dicas do que ler, ouvir, assistir e visitar

  7. Do Pará a Berlim

    O cantor e compositor Felipe Cordeiro indica um filme, uma música e uma cidade

  8. Tons do desconforto

    A morte é o tema predominante no disco de estreia da cantora Juçara Marçal

  9. Bom Retiro a Lisboa

    Susana Travassos e Chico Saraiva gravaram o álbum Tejo-Tietê. Confira 5 dicas do artista

  10. Amor entre Pará e SP

    Natália Matos lança o seu primeiro disco

  11. De Elza Soares a Seinfeld

    Dicas do jornalista Dafne Sampaio têm música, websérie e poema

  12. Assassinato, política, cerveja

    Dicas de João Cavalcanti, do Casuarina, vão da série de TV House of Cards ao livro Indefensável

  13. Qual é a boa de hoje?

    Novo álbum do Passo Torto é uma das dicas das idealizadoras do site Uia Diário

  14. Da tradição para outro lugar

    Em A Carne das Canções, Marcelo Pretto e Swami Jr. fogem ao convencional na relação entre cantor e instrumentista

  15. No Bixiga como na Mangueira

    As semelhanças entre Adoniran Barbosa e Cartola e seus mundos

  16. De Hilda Hilst a Jane Campion

    Dicas do DJ Zé Pedro incluem disco, livro, filme e série de TV

  17. De volta à manada

    Com o novo disco, Cambaco, Vicente Barreto encerra hiato de dez anos sem gravar, com novos parceiros

  18. Samba de mesa posta

    Em São Paulo e no Rio de Janeiro, as histórias que unem cozinha e o ritmo musical de origem africana

  19. De Emicida a Femi Kuti

    Dicas do rapper Rael vão do novo disco do parceiro Emicida ao afrobeat de Femi Kuti

  20. Os mistérios da caixinha

    Como o chapéu de palha e a latinha de graxa, a embalagem de fósforos se tornou instrumento de percussão do samba

    1. Rumos Música Coletivo – Mujangué

      Terceiro ensaio do grupo de Antonio Loureiro, Arismar do Espírito Santo, Chico Correa, Tiago de Moura e Zé Jarina

      1. Primeiro semestre em 18 discos

        Seleção contempla Passo Torto, Edi Rock, Andreia Dias, Wilson das Neves, Guilherme Arantes e Antonio Adolfo

      2. Elza Soares em A Mulher do Fim do Mundo

        Elza Soares apresenta o álbum A Mulher do Fim do Mundo no Auditório Ibirapuera

      3. Especial Marcus Pereira

        Pena Schmidt apresenta discos que garantiram fama e pioneirismo à gravadora nos anos 1970

      4. Nana Caymmi, Cartola e Marcos Valle

        Sétimo Mergulho no Escuro traz ainda Mutantes e finaliza com o disco mais recente de Marcos Valle

      5. Sambando no trem

        O trem é um dos protagonistas das músicas de Moreira da Silva, Chico Buarque, Kiko Dinucci e Joyce

      6. A música de Paulinho da Viola pela Escola do Auditório Ibirapuera

        Cinco formações da Escola interpretaram músicas do sambista e de outros artistas brasileiros

      7. Instrumentos eruditos na música popular

        Playlist apresenta músicas em que instrumentos utilizados prioritariamente na música erudita se tornaram protagonistas no jazz e na canção