//seções//notas

Voa Viola divulga 12 selecionados

Músicos classificados na 2ª edição do festival participam de shows em 4 capitais brasileiras

texto Redação

O violeiro e compositor mineiro Valmir Ribeiro de Carvalho, o Bilora - Foto: divulgação

Violeiros de longa estrada, Roberto Corrêa e Paulo Freire estão à frente de uma iniciativa que coloca o instrumento do capeta em evidência. É o Voa Viola – Festival Nacional de Viola, que realiza sua segunda edição (2011-2012). Com o objetivo de “fomentar carreiras, aumentar a visibilidade da viola e difundir o uso do instrumento na música brasileira”, o evento divulgou recentemente os 12 trabalhos selecionados pelo público entre os 24 eleitos anteriormente pela comissão de seleção, encabeçada por Freire e Corrêa.

Veja abaixo a lista dos artistas/grupos selecionados virtualmente por cerca de 25 mil internautas do Portal Voa Viola:

Bilora
Chico de Assis e João Santana
Edmilson Ferreira e Antonio Lisboa
Felipe & Fernando
Grupo Chão de Areia
J. Prado & Marcos Henrique
Joilson e Juliano
Marcelo Loureiro
Orquestra Paulistana de Viola Caipira
Tietê e Passaúna
Viola Arranjada
Viola da Terra

Esses 12 nomes se apresentarão em 4 shows ao lado de violeiros e artistas convidados em Cuiabá (3 de maio), Porto Alegre (23 de maio), Manaus (2 de junho) e Rio de Janeiro (14 de junho). A direção artística do Voa Viola definirá, ainda, as cidades nas quais cada um dos escolhidos irão se apresentar.

Além dos espetáculos, os 24 trabalhos selecionados inicialmente concorrem a um prêmio em dinheiro nas categorias Tradição, Inovação, Dupla, Canção, Instrumental e Desafio.

E, entre os dias 11 e 13 de maio, o Festival promove, no Sesc Venda Nova, em Belo Horizonte, o II Seminário Vertentes da Viola no Brasil – Tradição e Inovação. Para participar, basta se inscrever no portal ou no local no período do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Moda de viola com requeijão e goiabada

    Para fugir da mesmice da mídia, Roberto Corrêa defende uma demarcação cultural

  2. Pavê de bolacha de maisena à Paulo Freire

    Ele já travou aventuras com sacis, mas só deixa a viola por um doce de bolachas feito pela mãe

  3. Morre o baixista Tuco Freire

    Músico era um dos mais ativos da cena paulistana desde os anos 1980

  4. “A música de viola é um movimento como a tropicália, o Clube da Esquina”

    Levi Ramiro fala de seus mais recentes projetos e da falta de visibilidade da música de viola

  5. Eram duas caveiras que se amavam!

    Novela pós-mortem lançada originalmente em 1940 foi um dos sucessos de Alvarenga & Ranchinho

  6. Fala aí, meu camarada!

    De Machado de Assis a Mussum, de Norte a Sul, a língua portuguesa segue viva e mutante

  7. Ícone da música caipira, Tinoco morre aos 91 anos

    Em hospital no bairro da Mooca, em SP, músico teve insuficiência respiratória e não resistiu

  8. Quatro notas de Ricardo Vignini

    Violeiro especializado em adaptar clássicos do rock and roll dá dicas de livro, disco e lugares

  9. Herdeiros do rock rural

    Banda Matuto Moderno lança quinto álbum em show no Auditório Ibirapuera

  10. Coletânea revisita obra de Déa Trancoso

    Álbum é parte das comemorações de 25 anos de carreira e passeia pelos quatro discos da cantora, com música inédita

    1. Siba e Roberto Corrêa

      Com músicas do CD Violas de Bronze, show do rabequeiro e violeiro abre a edição 2007-2009 do Rumos Mapeamento

      1. Violas marrudas

        Ricardo Vignini sugere modas de viola de Tião Carreiro e Pardinho, Índio Cachoeira, Ivan Vilela e Renato Andrade

      2. Original & Inigualável

        Playlist de 13 músicas reúne duplas como Marechal e Rondon, Faísca e Pinga Fogo, Polyglota e Porta-Voz

      3. Roberto Corrêa: “Cornélio Pires foi o primeiro a gravar música independente”

        Físico de formação e violeiro por opção conta histórias de seus discos e da música caipira

      4. Mazzaropi, crooner da roça

        Homenagem ao ator e humorista por meio das músicas de seus filmes, como as de O Vendedor de Linguiça