//seções//notas

O violão solo de Alessandro Penezzi em disco

Músico reconhecido pelo seu virtuosismo lança Dança das Cordas

texto Redação

Capa do quarto trabalho individual do violonista Alessandro Penezzi, Dança das Cordas. Foto: reprodução

Alessandro Penezzi, um dos violonistas de destaque do cenário atual da música brasileira, lançou no fim de 2013 seu quarto disco individual, Dança das Cordas (Capucho Produções). São 14 músicas criadas pelo multi-instrumentista, compositor e arranjador piracicabano para violão solo. Penezzi afirma que Dança das Cordas chega num momento de reflexão de sua carreira como violonista. “Aí estão registradas muitas alegrias, tristezas, angústias e tranquilidades. São retratos de vários momentos de minha existência musical, umas recentes e outras bem antigas”, confessa.

O disco, que inicialmente apresentaria somente “ensaios musicais sobre certas técnicas violonísticas”, como a faixa de abertura, “Circle Crop” (vídeo abaixo), tomou outro rumo. Para não ser “impalatável”, como definiu, foram incluídos choros (“É Chorando que se Aprende”), valsas (“Heleninha Chegando”), lundu (“Acalanto para Heitor”) e tango brasileiro (“Tem a Tristeza”). Formado em violão erudito pela Escola de Música de Piracicaba e bacharel em música popular pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Penezzi é um músico com livre trânsito tanto nas noites paulistanas, em rodas de choro e samba, quanto em estúdios e teatros dentro e fora do Brasil. Já integrou grupos instrumentais, como o regional do flautista Carlos Poyares, o Trio Quintessência e o Choro Rasgado; formou trio com os colegas de instrumento Yamandu Costa e Rogério Caetano; e segue o duo com o clarinetista Alexandre Ribeiro, com quem gravou dois discos.

Dança das Cordas é o primeiro trabalho de Penezzi exclusivo para violão solo. Em seus três discos individuais lançados anteriormente – Abismo de Rosas (2001), Alessandro Penezzi (2006) e Sentindo (2009) –, divide as faixas com outros instrumentistas.

>> LEIA “JACOB DO BANDOLIM TINHA A CARA DO LUPERCE MIRANDA”, DICAS DE ALESSANDRO PENEZZI

Viabilizado por meio do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAC), o disco foi produzido pelo violonista carioca Maurício Carrilho. “O auxílio do Maurício foi fundamental: além de ouvido privilegiado e olho clínico, ele domina completamente o software utilizado para gravação. Isso nos fez ganhar muito tempo com edição e mixagem”, revela. “Ele também me auxiliou muito com o violão. Às vezes, ele via meu sofrimento ao fazer uma digitação difícil em alguma passagem e dizia: ‘Já tentou fazer na corda tal?’ Eu estava tão submerso na dificuldade que não enxergava a saída mais simples ao lado…”, revela.

Dança das Cordas foi apresentado ao público pela primeira vez no dia 31 de janeiro no teatro do Sesc Belenzinho, em São Paulo. No dia 20 de março, quinta-feira, às 20h, chega ao Rio de Janeiro: Alessandro Penezzi toca na Sala Municipal Baden Powell (Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. “Tem gente que diz assim: não é só tu que tá tocando”

    Sebastião Tapajós conta sua trajetória à Série +70 e relata impressões sobre seu disco Guitarra Criolla, de 1982

  2. Muito além da bossa nova

    No centenário de nascimento do multi-instrumentista Garoto, documentário joga luz sobre a sua obra

  3. Marco Pereira revitaliza obra de Dilermando Reis

    Disco "Dois Destinos" traz arranjos modernos e improvisação às composições do violonista seresteiro

  4. João Omar e a obra de Elomar para violão

    Maestro e filho do cantador destaca músicas do seu novo álbum, "Ao Sertano"

  5. O fole e as cordas

    Marco Pereira e Toninho Ferragutti lançam álbum conjunto em que revisitam suas obras em violão e acordeão

  6. Projeto mapeia a trajetória do violão brasileiro

    Disco reúne 12 músicos que mudaram a história do instrumento

  7. Violão e folclore ao sul do equador

    Em Sonidos del Sur, violonista Pedro Martinez passeia pela música popular do Paraguai, da Argentina e do Brasil

  8. O canto das cordas

    Festival apresenta novos nomes do violão nacional e internacional

  9. O Tio Sam está querendo conhecer a nossa batucada

    Norte-americano que trocou a guitarra pelo pandeiro, Scott Feiner fala ao Álbum

  10. Música clássica para todos

    “Temos que mostrar para as novas gerações que é possível escutar sem cair no tédio”, diz o clarinetista belga

    1. Zé Menezes: “Tocador de violão não tinha valor nenhum”

      Músico cearense relembra a Rádio Nacional, as orquestras e Garoto

    2. Mistura e Manda, por Banda Pequi

      Choro que batiza disco de 1983 de Paulo Moura ganha versão de big band pelo grupo goiano

    3. Vovô Manuel, por Banda Mantiqueira

      Música foi lançada originalmente no CD Terra Amantiquira, de 2006

    4. “Sempre quis desafiar os dogmas consolidados pelo tropicalismo!”

      Criado pelo baixista Munha, grupo de música instrumental mescla influências de Mahler, bossa nova e rock

    5. Ricardo Herz e Samuca do Acordeon

      Duo de violino e acordeom interpreta a autoral "Novos Rumos"

      1. Série Instrumento: Baixo

        Playlist reúne os titulares do ritmo Luizão Maia, Luiz Chaves, Liminha, Jamil Joanes e Arthur Maia

      2. Série Instrumento: Bateria

        Com os craques do ritmo João Barone, Milton Banana, Edison Machado, Zé Eduardo Nazário, Nenê e Chico Batera

      3. Sons que fizeram o som do Duofel

        Genesis, Los Indios Tabajaras, Pink Floyd e Baden Powell estão na lista de Luiz Bueno e Fernando Mello

      4. João Bosco – 40 Anos Depois

        Gravação inédita do show no Auditório Ibirapuera em que o músico mineiro canta clássicos de sua carreira

      5. Hector Costita homenageia Astor Piazzolla

        Em show no Auditório Ibirapuera, músico argentino revê carreira e homenageia o renovador do tango

      6. Sem bandleader

        O rock instrumental brasileiro, de Os Incríveis a Pata de Elefante e Macaco Bong

      7. Hermeto Pascoal no Auditório Ibirapuera

        Hermeto Pascoal e Grupo realizaram apresentação recheada de improvisações

      8. Especial Jacob do Bandolim

        A carreira de um dos instrumentistas mais originais surgidos no Brasil. Por Carlos Careqa

      9. A música de Paulinho da Viola pela Escola do Auditório Ibirapuera

        Cinco formações da Escola interpretaram músicas do sambista e de outros artistas brasileiros

      10. Especial Kuarup Disco (Parte 2)

        Segunda parte do especial sobre a gravadora carioca focaliza a música instrumental. Com Dino 7 Cordas e Raphael Rabello, Carlos Poyares e Paulo Moura