//seções//notas

Muito mais que um palco

Um Delírio de Porão traz imagens e textos com história do Teatro Lira Paulistana

texto Itamar Dantas

Grupo Rumo e Premeditando o Breque durante apresentação no Lira Paulistana e a capa do livro. Fotos: divulgação

Riba de Castro foi um dos personagens que fizeram com que o Teatro Lira Paulistana, em São Paulo, se tornasse o habitat de bandas do cenário alternativo, da vanguarda paulista e do punk paulistano entre os anos 1979 e 1986. Depois de lançar, em 2013, a história do Lira no documentário Lira Paulistana e a Vanguarda Paulista, chega o momento de ganhar as páginas de livro sob o título Um Delírio de Porão.

O momento decisivo para dar início aos trabalhos foi a morte de Itamar Assumpção (1949-2003), um dos artistas de referência do espaço. A partir dali, Riba de Castro começaria a recolher material e contatar pessoas para contar a história do Teatro. “Pensei: já começamos a morrer, vamos contar essa história enquanto estamos vivos. Comecei a pesquisar o material que eu tinha lá em casa. Eu tinha muita coisa.”

Nos anos 2000, principalmente depois da morte de Itamar Assumpção, o legado do Lira Paulistana começou a ser mais intensamente revisitado por pesquisadores, músicos e jornalistas. O Teatro conquistou a aura da inovação no cenário independente musical por sua atuação em diversas frentes, como a de gravadora, casa de shows, gráfica, galeria ao ar livre, produtora e redação de jornal. “Alguns trabalhos acadêmicos falam do Lira, mas tocam muito na questão da vanguarda paulista, da produção independente. Não mostra o Lira como uma coisa livre, em que as pessoas ralaram para que a coisa funcionasse. Esse é um dos papéis do livro”, defende Riba de Castro.

LEIA TAMBÉM: RUA TEODORO SAMPAIO, 1091

A publicação conta com grande material iconográfico e cada capítulo reforça as diferentes linhas de trabalho do “porão”. Textos assinados por personagens que deram vida ao Teatro incrementam o texto principal de Riba de Castro, como o do produtor musical Pena Schmidt, o do escritor Antonio Prata e o dos sócios Fernando Alexandre e Wilson Souto Jr. “As pessoas têm que conhecer esse espírito do Lira, o espírito dos anos 1980! É para conhecer a história dos outros e querer sonhar também!”, provoca o autor.

A obra teve patrocínio do edital Natura Musical e chega à venda com valor abaixo do esperado: 20 reais. “Para mim é muito importante que essa história circule e chegue com um preço acessível às pessoas. É esse o espírito do Lira Paulistana”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Rua Teodoro Sampaio, 1091

    Dirigido por um de seus fundadores, Riba de Castro, documentário conta a história do teatro Lira Paulistana

  2. Alzira e Itamar, juntos de novo

    Em novo álbum, cantora retoma antigas parcerias com Itamar Assumpção

  3. Documentário sobre Vanguarda Paulista é destaque no In-Edit

    Longa-metragem conta a história do local que nos anos 1980 deu espaço a nomes como Itamar Assumpção e Titãs

  4. “O Itamar abriu meu horizonte!”

    Jornalista de Hamburgo (ALE), Rainer Skibb mantém desde 1988 programa de rádio dedicado à música brasileira

  5. 30 anos em quatro letras: NáZé

    Zé Miguel Wisnik e Ná Ozzetti lançam álbum que celebra parceria de três décadas

  6. O lado cancionista de Paulo Leminski

    Livro Toda Poesia lança holofotes sobre a música do poeta curitibano

  7. Música de SP revista por Careqa e convidados

    CD Ladeira da Memória traz novas versões para músicas paulistanas dos anos 1980 e 1990

  8. Samba, vanguarda e estrelas

    Documentário sobre Arnaldo Baptista está na lista de Wandi Doratiotto

  9. Ao sabor do novo

    Lenine, Itamar e Paulinho da Viola convivem ao lado de Criolo e Vitor Pirralho em novo disco de Ney Matogrosso

  10. “Sinto minha história parecida com a do Cem Anos de Solidão”

    Clássico do colombiano Gabriel Gárcia Márquez é uma das sugestões de Jerry Espíndola

    1. Porcas Borboletas

      Banda universitária surgida em Uberlândia reverencia a música popular brasileira de laboratório, de Hermeto Pascoal a Caetano Veloso, Arrigo Barnabé e Itamar Assumpção

      1. Gero Camilo: “Aguardei a coragem para assumir meu lado musical”

        Ator fala de suas influências musicais, como a Tropicália e o Pessoal do Ceará, e apresenta seu CD Canções de Invento

      2. Luiz Tatit: “O rap lembra o Rumo em seu estágio mais cru!”

        Professor e compositor comenta a trajetória e as heranças do conjunto que dissecou o canto falado

      3. Os malditos também sambam

        Abre-alas que Macalé, Itamar, Walter Franco, Mautner, Sérgio Sampaio e Tom Zé querem passar

      4. Bocato: “Tenho um jeito meio esquisito de tocar!”

        Trombonista relembra o início da carreira, quando tocou com Elis Regina e Arrigo Barnabé, e comenta o álbum Hidrogênio

      5. Jards 70

        Todas as faces do transgressor Jards Macalé, do rock e da tropicália ao samba de breque

      6. Mês do Cachorro Louco

        Playlist reúne homenagens da música brasileira ao melhor amigo do homem

      7. Maysa, Pato Fu e Conversa Ribeira

        Sexto programa de Zuza Homem de Mello traz vanguarda paulista e Milton Nascimento revistos por novos nomes da MPB

      8. Playlist apressada

        Uma seleção de músicas brasileiras de curta duração. Com Walter Franco, Grupo Rumo, Edith do Prato e Gonzaguinha

      9. Sons que fizeram o som do Inocentes

        Clemente lista músicas fundamentais para se entender uma das bandas símbolo do punk brasileiro

      10. O berimbau, a percussão e a voz de Naná Vasconcelos

        Playlist contempla trabalhos de autoria de Naná Vasconcelos e suas contribuições nos trabalhos de amigos