//seções//notas

Emicida inspira-se em Jean-Claude van Damme em novo clipe

Vídeo de “Zica, Vai Lá" traz o rapper como lutador de artes marciais e conta com Neymar

Emicida divulgou nesta semana seu novo clipe, referente à faixa “Zica, Vai Lá”. O vídeo, dirigido por Fred Ouro Preto, é inspirado no filme oitentista O Grande Dragão Branco, estrelado por Jean-Claude van Damme, e traz o rapper em uma luta marcial. Entre as participações especiais estão a do jogador de futebol Neymar, a da cantora Gaby Amarantos e a do skatista Sandro Dias.

Na história do clipe, o atacante santista atua como mestre de Emicida, treinando-o para vingar o irmão dele, Evandro Fióti, que foi derrotado de forma desleal na luta que inicia o vídeo. Veja abaixo:

“Zica, Vai Lá” integra o EP Doozicabraba e a Revolução Silenciosa, lançado em 2011. Atualmente, Emicida está trabalhando em seu álbum de estreia, ainda sem título divulgado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. De Emicida a Femi Kuti

    Dicas do rapper Rael vão do novo disco do parceiro Emicida ao afrobeat de Femi Kuti

  2. Fala aí, meu camarada!

    De Machado de Assis a Mussum, de Norte a Sul, a língua portuguesa segue viva e mutante

  3. Três notas de Lurdez da Luz

    Entre as indicações da MC paulistana está o documentário Tropicália, sobre o movimento musical do fim dos anos 1960

  4. “O hip-hop não veio só para fazer festinha”

    DJ Erry-G, curador do Encontro de DJs de Hip-Hop, fala do evento que começa nesta 6ª (18)

  5. O rap no Brasil e na Alemanha

    Doutora em comunicação social diz que estilo originalmente norte-americano é recontextualizado em cada país

  6. O Brasil pode ser um país de ouvintes?

    Jornalista discute a importância da circulação da música fora de suas regiões de origem

  7. A velocidade da música em Roraima

    Forró indígena, reggae amazônico e rock pontuam o panorama traçado em 2006 pelo poeta Eliakin Rufino

  8. Educação pelo hip-hop

    No Brasil, o ativista e educador Moises Lopez fala da importância do gênero para a educação

  9. “Tecnobrega é o pai de tudo. E a aparelhagem é a rave paraense”

    Um dos destaques da Revista Continuum, Gaby Amarantos fala da música de seu estado

    1. Eliakin Rufino: “Faço o milagre da arte!”

      Autor de 'Pimenta com Sal', gravada por Gaby Amarantos, assume sua militância cultural

      1. BNegão: “O Planet (Hemp) correu o risco de acabar antes do primeiro disco!”

        Músico relembra trajetória do grupo carioca, fala de seus projetos e indica sons, como um do Nick Cave

      2. Luiz Tatit: “O rap lembra o Rumo em seu estágio mais cru!”

        Professor e compositor comenta a trajetória e as heranças do conjunto que dissecou o canto falado

      3. Rashid no Auditório Ibirapuera

        Rapper apresentou o álbum "A Coragem da Luz"

      4. Especial Sabotage

        Treze faixas fotografam o rap autobiográfico do músico e ator paulistano morto violentamente em 2003

      5. Rap carioca: o outro lado da ponte

        Seleção musical reúne MV Bill (f.), Planet Hemp, Nega Gizza, De Leve, Quinto Andar, B. Negão e outros