//seções//notas

Do coração à boca

Verônica Ferriani apresenta no dia 16 de novembro seu segundo disco no Auditório Ibirapuera

texto Itamar Dantas

Em segundo álbum, Verônica Ferriani demonstra sua veia autoral com canções que falam de relações amorosas. Foto: divulgação

Verônica Ferriani lança no dia 16 de novembro, no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, o seu segundo disco, Porque a Boca Fala Aquilo do que o Coração Tá Cheio. Com produção de Marcelo Cabral e Gustavo Ruiz, o disco apresenta, desta vez, 11 canções autorais.

O título vem de uma passagem bíblica, mas não é nos ensinamentos religiosos que Verônica se apega para a obra. Em suas composições, ela fala de amor, de suas relações, dos aprendizados da vida. “Demorei um pouco para chegar no nome do disco. Essa frase é um verso da música ‘De Boca Cheia’, o clímax da canção. O tema estava girando em torno de uma coisa muito emocional, achei interessante focar na boca falando como cantora, transmitindo uma emoção”, conta.

A maioria das músicas nasceu depois das férias tiradas pela cantora na Bahia, entre janeiro e fevereiro de 2011. Foi nesse tempo que Verônica começou a se reaproximar do violão, instrumento que sempre tocou, mas que andava esquecido. Ali se deu o estopim para 30 composições, das quais 9 estão registradas no álbum. “É preciso buscar um pouco essa solitude. Sair um pouco dessas relações que eu já tinha, de amor e amizades, para entrar em um universo próprio. A maioria das músicas surgiu a partir dessa viagem.”

Antes do lançamento do disco no Brasil, a cantora apresentou o repertório no Japão, onde fez uma miniturnê com seis shows em cinco cidades japonesas. Segundo a cantora, a já conhecida receptividade japonesa em relação à música brasileira já não se dá mais somente em torno da bossa nova, ”eles já conhecem muita coisa dessa nova música brasileira. Foi muito bom fazer os shows por lá”, garante a cantora.

Para a apresentação no Auditório Ibirapuera, a cantora prepara repertório baseado no disco. Com ela, sobem ao palco os músicos Marcelo Cabral (baixo), Guilherme Held (guitarra) e Sergio Machado (bateria), além dos convidados Rodrigo Campos (guitarra e voz), Pepe Cisneros (piano suette), Alexandre Ribeiro (clarone) e Thiago França (sax e flauta).

SERVIÇO
Show de lançamento do disco Porque a Boca Fala Aquilo do que o Coração Tá Cheio
Domingo, 16 de novembro de 2013, 21h
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Classificação etária: livre
(11) 3629-1075 | www.auditorioibirapuera.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Da tradição para outro lugar

    Em A Carne das Canções, Marcelo Pretto e Swami Jr. fogem ao convencional na relação entre cantor e instrumentista

  2. De volta à manada

    Com o novo disco, Cambaco, Vicente Barreto encerra hiato de dez anos sem gravar, com novos parceiros

  3. “A Mulher do Fim do Mundo é a que vai permanecer”

    Uma das cantoras mais contundentes da atualidade, Elza Soares relembra capítulos importantes de sua carreira

  4. O tempo, o soul, o absurdo

    Rodrigo Campos dá dicas culturais para a seção Tô Assobiando

  5. Na íntegra, on-line (2013)

    Lista traz 27 discos nacionais disponibilizados para download ou audição on-line

  6. A Bahia metafórica de Rodrigo Campos

    Cantor e compositor paulista fala sobre seu segundo álbum, Bahia Fantástica

  7. “O sintetizador virou um parque de diversões”

    João Donato se une a nova geração de músicos e lança o disco "Donato Elétrico"

  8. O que pode fazer um coração machucado

    O que é específico do samba quando o assunto é amor? Com Cartola, Noel Rosa e Lupicínio

  9. Bahia, samba e baião de dois

    Dicas de Cacá Machado vão do samba real de Rodrigo Campos ao ficcional de Paulo Lins

  10. Thiago França e a malandragem paulistana

    Novo álbum do saxofonista homenageia conto de João Antônio: Malagueta Perus e Bacanaço

    1. Rumos Música Coletivo – Mujangué

      Terceiro ensaio do grupo de Antonio Loureiro, Arismar do Espírito Santo, Chico Correa, Tiago de Moura e Zé Jarina

      1. Primeiro semestre em 18 discos

        Seleção contempla Passo Torto, Edi Rock, Andreia Dias, Wilson das Neves, Guilherme Arantes e Antonio Adolfo

      2. Sambando no trem

        O trem é um dos protagonistas das músicas de Moreira da Silva, Chico Buarque, Kiko Dinucci e Joyce

      3. Elza Soares em A Mulher do Fim do Mundo

        Elza Soares apresenta o álbum A Mulher do Fim do Mundo no Auditório Ibirapuera