//seções//notas

Autor de “Olhos Coloridos” estreia em disco individual

Com 40 anos de estrada, Macau ganhou exposição a partir da gravação de Sandra de Sá

texto Itamar Dantas

O compositor Macau e a capa de seu álbum de estreia, depois de 40 anos de estrada. Fotos: divulgação

“A música ‘Olhos Coloridos’ é um hino do orgulho negro brasileiro”, diz Moara Fernandes ao se referir à mais conhecida canção de seu marido, Macau. Gravada pela primeira vez por Sandra de Sá em seu disco de 1982, homônimo, a canção já foi regravada por diversos artistas e tem em sua essência o discurso contra o racismo e a repressão dos tempos da ditadura. Mas o autor da canção não é tão conhecido quanto sua obra de referência. Depois de mais de 40 anos dedicados à música e com mais de 200 composições no currículo, lança o álbum de estreia, Macau, do Jeito que Sua Alma Entende.

Moara assinou a produção executiva do disco e a direção artística foi encabeçada por Sandra de Sá, que canta em uma das faixas. O álbum também conta com a participação de BNegão, Sérgio Loroza e Luiz Melodia. “Olhos Coloridos” faz parte do repertório ao lado de “Vítimas do Mundo”, “Mora na Filosofia”, ambas de Monsueto e Arnaldo Passos, e “Cara a Cara”, de Luiz Melodia e Renato Piau.

O músico foi um dos integrantes da banda Paulo Bagunça e a Tropa Maldita nos anos 1970. O grupo foi convidado a acompanhar Jorge Ben Jor no 7º Festival Internacional da Canção, em 1972, mas os integrantes se recusaram por achar o evento muito comercial. Em 1973, foi lançado o disco Paulo Bagunça e a Tropa Maldita, que foi bem recebido pela crítica mas não tocava nas rádios graças ao nome do grupo. De lá para cá, Macau compôs, fez apresentações ao lado de amigos e teve suas canções gravadas por diversos nomes, como Rosana, Seu Jorge, Preta Gil e Funk Como Le Gusta. “Eu continuei compondo e fiz muitas participações nesse período. Trabalhei com o Luiz Melodia, fiz shows com várias pessoas, até ver que era possível fazer o meu trabalho na carreira solo”, diz Macau.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Deixe um comentário

*Campos obrigatórios. Seu e-mail nunca será publicado ou compartilhado.
Enviar comentário
  1. Frames de um Brasil musical

    Em 13 curtas, cineasta francês Vincent Moon registra a música folclórica e a nova safra de compositores e intérpretes

      1. Os malditos também sambam

        Abre-alas que Macalé, Itamar, Walter Franco, Mautner, Sérgio Sampaio e Tom Zé querem passar